Notícias

< voltar
30/Ago/2017 - 11:31 - Atualizado em 18/Mai/2018 - 11:47

Fapemig e Prodemge projetam desenvolvimento de soluções inovadoras para administração pública

Documento foi assinado durante lançamento da Comunidade de Simplificação


Por Redação

A Comunidade de Simplificação, que reúne servidores com objetivo de desburocratizar, modernizar e inovar a gestão pública do Estado, foi lançada nesta terça-feira (29/8) pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).

A diretora Central de Modernização Institucional e Inovação em Processos, Vanice Cardoso Ferreira, apresentou o projeto. Ela enfatizou a necessidade de “movimentos de simplificação no Governo” e convidou os servidores a ajudar a pensar formas de fortalecer a comunidade.

O projeto pretende ocupar espaços físicos e virtuais. Para isso, utiliza a plataforma de participação social do Governo do Estado, o Participa.MG. No portal, haverá espaço para debates, apresentação de documentos, discussões e até mesmo reuniões por videoconferência.

“A Seplag dá suporte como coordenadora e provedora de apoio, mas os órgãos e entidades devem ser sempre os protagonistas das iniciativas de inovação e simplificação”, explicou Vanice.

O evento, no Auditório JK da Cidade Administrativa, reuniu em uma mesa-redonda o secretário de Planejamento, Helvécio Magalhães, a subsecretária do Centro de Serviços Compartilhados (CSC), Dagmar Dutra, a secretária-adjunta de Casa Civil, Mariah Brochado, e André Macieira, professor de gestão estratégica, gestão de riscos e gestão de processos no Rio de Janeiro.

Lançamento de edital

Durante o evento, foi assinado o lançamento da chamada Fapemig/Prodemge 01/2017 para o Desenvolvimento de soluções tecnológicas e inovadoras na área de Tecnologia da Informação e Comunicação para instituições da administração pública direta e indireta do Estado de Minas Gerais.

Confira galeria de fotos do evento:

#prodemge#seplag#simplificacaoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.