Notícias

< voltar
22/Set/2016 - 00:00

Fiemg recebe candidatos à prefeitura de BH para discutir as startups

Evento reuniu comunidade do San Pedro Valley e público de interesse que ouviu as propostas de nove candidatos para fomentar o empreendedorismo


Por Alysson Lisboa/Simi Belo Horizonte

Promovido pela Associação Brasileira de Startups, comunidade San Pedro Valley, Endeavor e Fiemg Lab, nove dos 11 candidatos que concorrem à Prefeitura de Belo Horizonte puderam apresentar suas propostas voltadas ao empreendedorismo, inovação e startups, no auditório da Fiemg, na noite de ontem (21/9). O local recebeu, além de políticos, alguns representantes de startups, escolas e demais empresas ligadas ao ecossistema de inovação. Entre as pautas de reivindicações levantadas, estavam a criação de um fórum para ouvir os influenciadores digitais e empreendedores para a BH do futuro; a criação de uma agenda com planejamento para os quatro anos de governo e metas ligadas ao interesse do setor. O documento também reivindicava, entre outros pontos, a cobertura mais ampla do acesso à internet na cidade.

Cada candidato teve 10 minutos para expor suas ideias e não houve espaço para perguntas dos participantes. O ponto comum na fala dos candidatos mostrou o compromisso de inserir nas escolas a disciplina de empreendedorismo e transformar a cidade em um polo de inovação. O primeiro a falar foi o Sargento Rodrigues. Ele demonstrou a necessidade da criação de um gabinete especial para discutir o tema ligado às startups. O segundo a participar foi o candidato Luiz Tibé, que destacou a necessidade de empresas ligadas à inovação permanecerem em Belo Horizonte, evitando sair em busca de ambiente mais propício para expandir seus negócios.

Outro ponto de destaque que permeou a fala dos candidatos foi a necessidade de parceria entre as startups e a Prefeitura de Belo Horizonte no sentido de encontrar respostas para os problemas da cidade, com a criação de hackathons. Tais eventos visam buscar soluções criativas para problemas reais em um curto espaço de tempo.

O candidato Délio Malheiros destacou o investimento que a cidade já faz nas startups e anunciou a criação, caso seja eleito, de um centro para produção de games na cidade. O candidato João Leite foi o quarto a falar para a plateia. A proposta dele é que a prefeitura seja um laboratório para fomentar a cultura criativa. Eros Biondini destacou a importância do segmento para a cidade e sinalizou, caso seja eleito, a necessidade de mudança da alíquota de impostos para o setor tornar-se mais competitivo.

Marcelo Antônio foi o sexto candidato a discursar e reforçou a fala dos demais candidatos. Ele apontou que a burocracia para abertura de empresas na capital é um problema que precisa ser combatido. Falou ainda da implantação do ensino de tecnologia na rede municipal de ensino. O candidato Rodrigo Pacheco deu destaque, entre outras coisas, para a governança eletrônica. Segundo ele, por meio de aplicativos será possível acompanhar o desempenho escolar dos alunos e marcar consultas por meio do sistema público de saúde.

O penúltimo a falar foi o candidato Alexandre Kalil. Ele afirmou que, caso seja eleito, a prefeitura irá disponibilizar internet de fibra ótica em toda a cidade. Segundo Kalil, a infraestrutura já está pronta. O candidato reafirmou o compromisso com as empresas de base tecnológica e chamou para o diálogo: “Precisamos aprender onde ajudar”, completou.

O último candidato a falar foi Reginaldo Lopes, que destacou a necessidade de investir em tecnologia. Segundo ele, é imperativo dar aos jovens protagonismo visando a construção de uma cidade mais moderna.

Repercussão positiva do encontro
Segundo Fábio Veras, gestor do programa Fiemg Lab, o evento foi um sucesso exatamente porque os candidatos participaram em peso e puderam responder à pauta levantada. “A gente percebeu claramente que a comunidade reagiu de maneira muito intensa e direta frente aos candidatos. O reconhecimento da startup como uma cultura que faz a diferença na cidade foi alcançado na noite de hoje.”

Quem também esteve presente foi Rodrigo Cartacho, CEO da Sympla. Ele saiu bastante confiante no que foi mostrado e considera um passo importante para a cidade. “O evento fez com que a gente estivesse na pauta de todos os candidatos e espero que esse seja apenas o começo da nossa relação com eles”, completou Cartacho.

#inovação#belohorizonte#eleição#prefeitura#propostasFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.