Notícias

< voltar
13/Set/2016 - 00:00

Franceses conhecem o ecossistema de TI mineiro

A intenção da visita é criar uma ponte entre os mercados de TI, francês e brasileiro


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: Fumsoft/Divulgação

Criar uma ponte entre os mercados de TI, francês e brasileiro, é o principal objetivo do convênio estabelecido entre a Fumsoft e a Euratechnologies, maior aceleradora de startups da França e a quinta maior da Europa.

Essa parceria não só é feita de trocas de ideias e experiências, mas também se traduz em oportunidades para as empresas inovadoras das duas regiões se beneficiarem dos ecossistemas, criados de cada lado do atlântico, para facilitar o desenvolvimento internacional, na visão do representante da aceleradora no Brasil, Jérôme Moles. “BH é o hub para entrar no mercado brasileiro e Lille para entrar no mercado europeu. As regiões têm histórias industriais similares. A finalidade é transformá-las numa indústria do futuro, perene e inovadora, usando o setor de TI como principal vetor dessa transformação”, frisou.

Dando continuidade a essa parceria firmada, há quatro anos, o setor de Negócios Internacionais da Fumsoft recebeu a visita de representantes da Euratechnologies, no dia 26 de agosto, no Espaço MGTI. Esse encontro fez parte da primeira etapa do programa de softlanding de startups francesas no Brasil, com início em novembro deste ano, para que os franceses pudessem conhecer diversos atores do ecossistema e empresas locais, para compreender o papel desses atores, como aceleradoras, startups, empreendedores e representantes públicos.

Essa visita contou com a presença do CEO da Euratechnologies, Raouti Chehih, bem como dos representantes da aceleradora no Brasil, Jérôme Moles e François-Xavier Saint-Martin, do Diretor de Negócios Internacionais, Leonardo Dicker, e da Coordenadora de Negócios Internacionais, Ana Abreu. Também estiveram presentes, na reunião, representantes do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI).

Após as apresentações institucionais das entidades e um update acerca das atividades desenvolvidas, em 2016, foram apresentados três pitchs de startups graduadas e aceleradas pelo Acelera MGTI: iOasys, One Cloud e WorldSense. “Ficamos muito impressionados com os progressos efetuados pelas startups. O caminho percorrido entre a nossa primeira visita em 2013 e, hoje, é enorme. O ecossistema inteiro parece estar se beneficiando desses progressos”, ressaltou Jérôme Moles.

Agenda
Posteriormente, os participantes seguiram para o Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed), programa de aceleração desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (Sectes), onde participaram do encontro com a Adida de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França no Brasil, Christine Masson, o Superintendente de Inovação Tecnológica da Sectes, Roberto Rosenbaum, o Coordenador de Eventos do Seed, Jaderson Trindade, e a Coordenadora de Relacionamento com o Empreendedor do Seed, Yale Soares. Após a apresentação dos programas e projetos do Governo do Estado, a Nexer, Arkmeds e Residuall, startups aceleradas pelo Seed, apresentaram seus pitchs.

Na sequência, os representantes da Euratechnologies, da Fumsoft, a Adida de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França no Brasil e o Subsecretario de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sectes, Leonardo Dias, participaram de um almoço, no Espaço 104, para discutirem as ações das entidades, em Lille e Minas Gerais, bem como demais possibilidades de colaboração.

Após o almoço, os representantes da Euratechnologies e da Fumsoft estiveram na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) para conhecerem os projetos Synergy, Atmosfera e P7. O Analista da Gerência de Atração de Negócios e Investimentos, Paulo Lessa, e a Analista de Negócios da Gerência de Atração de Negócios e Investimentos, Julia Abreu, participaram da reunião representando a Fiemg. Na ocasião, o presidente do Sindicato das Empresas de Informática de Minas Gerais (SINDINFOR), Welington Teixeira, falou sobre a atuação do sindicato no estado.

A próxima visita ocorreu na aceleradora Techmall, os franceses tiveram a oportunidade de conhecer o Lemonade, programa de pré-aceleração de startups realizado pela Fundepar e co-realizado pelo Governo de Minas por meio do Simi, Sebrae Minas e Techmall. Participaram dessa reunião o Diretor de Desenvolvimento Institucional da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP), Pedro Vidigal, a Agente de Aceleração do Lemonade, Juliana Sabila, e a Analista Financeira da Techmall, Carolina Frade.

Ao final da agenda, os representantes da Euratechnologies se mostraram positivamente impressionados com o trabalho dos diversos atores do ecossistema mineiro. Ficaram muito satisfeitos com a agenda cumprida e surpresos com a quantidade e qualidade das iniciativas mineiras, bem como o espírito de integração e colaboração entre os diversos agentes do setor.

Para Leonardo Dicker, Diretor de Negócios Internacionais da Fumsoft, a visita francesa foi mais um excelente passo para reforçar a parceria entre as instituições e que, efetivamente, caminharão na direção da concretização de negócios. “A Euratechnologies colocou o Brasil definitivamente no radar de negócios deles, muito em função do relacionamento que vem sendo construído conosco ao longo dos últimos anos. Com isso, devem aparecer oportunidades para nossas empresas, ao mesmo tempo que fortaleceremos ainda mais a ponte Brasil/Europa via França. Finalmente, ficamos muito satisfeitos com o feedback dado por eles, que de fato ficaram bastante impressionados com a evolução do nosso ecossistema desde a última visita a MG, em 2013. É sinal de que tudo que estamos construindo no estado, de forma conjunta com os diversos atores, está na direção certa”, completou Dicker.

*Com informações de Ana Abreu, Coordenadora de Negócios Internacionais da Fumsoft.

#fumsoft#MGTI#tecnologia#minasgerais#startups#ti#EuratechnologiesFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.