Notícias

< voltar
22/Jun/2017 - 12:37 - Atualizado em 22/Jun/2017 - 15:00

Inscrições para o BrazilLAB terminam em 5 de julho

Programa de aceleração busca projetos que solucionem desafios do setor público; finalistas serão receberão o investimento de até R$ 50 mil


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: Divulgação/BrazilLAB


Você é empreendedor e tem uma solução para os desafios dos municípios brasileiros? Então corra, porque o BrasilLAB está em busca de boas ideias para o setor público. Mas fique ligado. Você só tem até 5 de julho para se inscrever pelo site
www.brazillab.org.br. O BrazilLAB é o primeiro hub de inovação que acelera ideias e conecta empreendedores com o poder público no Brasil. Em 2017, o programa busca soluções nas áreas de equilíbrio fiscal, agricultura urbana e comunicação.

O programa vai selecionar 10 startups para participarem da aceleração com quatro ciclos de atividades presenciais no campus São Paulo (Google Space), que vão de agosto a novembro. Lá, os empreendedores receberão mentoria especializada com secretários e gestores públicos, farão networking, visitas em campo e, no final, participarão do DemoDay no qual farão um pitch para uma banca de prefeitos e investidores.

Os três finalistas receberão um investimento de até R$ 50 mil e o primeiro lugar ganhará um curso de duas semanas no Vale do Silício, na Draper University. Além disso, a equipe do BrazilLAB também dará todo apoio na aproximação dos ganhadores com o poder público para a implantação dos projetos nas prefeituras.

Na última edição, o programa recebeu inscrições de 600 projetos. As startups finalistas de 2016 já estão em fase de implementação em prefeituras, como Santo Antônio do Pinhal, Belo Horizonte e Pelotas e em fase de negociação com Salvador, Botucatu e São Paulo para colocarem em prática as ideias de inovação.

Challenges

Neste ano, o Brazil LAB busca soluções para três áreas diferentes: agricultura urbana, equilíbrio fiscal e comunicação.

Equilíbrio fiscal: o Brasil vem enfrentando um período de recessão. Os impactos espalharam-se pelo país, e os municípios foram pegos em cheio. O desafio proposto é o de promover soluções que auxiliem na redução de despesas dos municípios, qualidade do gasto, eficiência nas receitas e também incentivem o papel fiscalizador do cidadão sobre as contas das prefeituras.

Agricultura urbana: mantendo-se o ritmo de crescimento populacional, em 2050, o mundo terá 9 bilhões de pessoas - sendo que 70% viverão em centros urbanos. Será necessário produzir alimentos em locais mais próximos de onde as pessoas moram e vivem. A ideia é utilizar a tecnologiapara fomentar essa prática, e discutir como conectar agricultores e cidadãos. Como podemos ter alimentos mais saudáveis, com menos impacto ambiental e próximos aos centros urbanos?

Comunicação: No ranking de e-participation da ONU, que mede a interação entre o poder público e os cidadãos, o Brasil ocupa a 37ª posição. No desafio de comunicação, as startups devem propor soluções para utilização de canais digitais e mídias a fim de melhorar a comunicação, engajamento e transparência entre o setor público e a sociedade, diante da era digital e interativa.

Sobre o BrazilLAB

É um programa do Centro de Liderança Pública (CLP). A inspiraçãoveio de iniciativas internacionais, como o Solve/MIT e o Mayors Challenge/Bloomberg Philanthropies. Esses programas estimulam a inovação, o intercâmbio e o diálogo entre acadêmicos, setor privado, empresários e setor público, visando à promoção de um espaço eficiente que permita o envolvimento da sociedade na busca de soluções.

O objetivo é estimular no Brasil uma cultura voltada para a inovação na área pública. A iniciativa dá apoio a empreendedores engajados em soluções para os desafios mais complexos vividos pela sociedade atualmente.

#startup#aceleração#soluções#setorpúblico#BrazilLABFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.