Notícias

< voltar
10/Out/2017 - 08:00 - Atualizado em 09/Out/2017 - 14:43

Jovem de Poços de Caldas foi o único mineiro selecionado para evento de líderes nos EUA

Young Leaders of the Americas Initiative está sendo realizado nos EUA até 9 de novembro e trabalha com projetos de empreendedorismo social


Por Redação Belo Horizonte

Ivan Prado, de Poços de Caldas (MG), foi um dos convidados para evento nos EUA

Crédito: Arquivo Pessoal

Um jovem de 25 anos, natural de Paraguaçu e morador de Poços de Caldas, foi o único mineiro selecionado para o Young Leaders of the Americas Initiative (YLAI), evento para líderes nos Estados Unidos.

Ivan Prado foi selecionado por embaixadores do país, que selecionaram empreendimentos sociais que tinham a ver com o evento. O Young Leaders começou no dia 3 de outubro e vai até 9 de novembro. Nesse período, o jovem empreendedor vai passar por treinamentos de liderança e empreendedorismo, além de quatro semanas de estágio em empresas.

Os projetos selecionados estão relacionados a áreas como educação, empoderamento feminino, turismo, soluções financeiras sustentáveis, projetos habitacionais para pessoas de baixa renda, entre outros.

O primero negócio de Ivan foi o "Caos Heróico", que oferece cursos a empresas e pessoas. Depois de dar uma palestra no presídio de Alfenas, Ivan decidiu que poderia fazer mais por aquelas pessoas e desenvolveu o “Liber: desencadeando potenciais”. Esse projeto tem como proposta fazer atividades com agentes e servidores penitenciários para mudar a imagem de repressores que eles têm e torná-los educadores. “Quero que eles entendam que têm o papel de ajudar o detento a sair dali como uma pessoa melhor e voltar para a sociedade”, explicou Ivan em entrevista ao G1.

Depois de criado, Ivan precisava medir os impactos do projeto na vida daquelas pessoas. Foi quando soube do evento nos EUA e decidiu se candidatar para o programa de bolsas de estudo profissional da iniciativa YLAI 2017.

“As expectativas são as melhores. É um programa completo e tem muita gente trabalhando para fazer dar certo. Fomos totalmente financiados pelo governo dos EUA com passagem, hotel e alimentação. Tudo pra gente se manter focado em fazer contatos e desenvolver projetos", disse ao G1.

Ivan vai trabalhar em uma empresa focada em seu negócio e pretende aprender novos processos para ampliar ainda mais seu projeto desenvolvido no presídio de Alfenas.

#MGTI#inovação#negócios#empreededorismo#YLAIFavoritar

Fonte: G1

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.