Notícias

< voltar
03/Fev/2017 - 11:14 - Atualizado em 03/Fev/2017 - 11:36

Meetup do BioStartup Lab apresenta detalhes da 3ª rodada do programa

Evento reuniu empreendedores que participaram das primeiras edições para compartilhar experiências com novos participantes


Por Paula Isis/Simi Belo Horizonte
Eduardo Emrich, diretor-presidente da Biomimas Brasil; Carla, representante do Sebrae-MG; Roberto Rosenbaum, superintendente de Inovação Tecnológica da Sedectes, e Valéria Matarelli, gerente corporativa de Novo Negócios do Hermes Pardini
Crédito: Paula Isis/Simi

Os interessados em participar da 3ª rodada do Biostartup Lab têm até o próximo domingo, 5 de fevereiro, para se inscrever no programa. Essa é a oportunidade para você que tem desejo de criar soluções para a área de ciências da vida.

"A gente não está procurando um projeto pronto, mas sim uma ideia." Foi com essa fala que Eduardo Emrich, diretor-presidente da Biomimas Brasil, abriu o evento que reuniu, em um tradicional bar da capital mineira, pesquisadores e empreendedores para apresentar os detalhes do programa.

Com duração de 10 semanas, o programa de pré-aceleração busca impulsionar projetos e startups nas áreas de saúde humana, digital health, agronegócios, saúde animal e meio ambiente. Os participantes têm a possibilidade de investimento misto de até R$ 400 mil.

De forma descontraída, ex-participantes e mentores trocaram experiências. O pesquisador Arthur Silva, da empresa Biocorte, pré-acelerada pelo programa, destacou que a iniciativa é extremamente importante para quem vem da área acadêmica e não sabe como transformar sua pesquisa em negócio. "É muito comum você não saber aplicar tecnologia na sua pesquisa e nem colocá-la no mercado. Então o BioStartupLab te proporciona isso."

De forma descontraída, ex-participantes e mentores trocaram experiências
Crédito: Paula Isis/Simi

Totalmente gratuito, o programa irá selecionar 21 startups que terão a oportunidade de fazer contato com grandes empresas do setor de saúde. Valéria Matarelli, gerente corporativa de Novo Negócios do Hermes Pardini, que já teve sua empresa incubada na Biomimas, enfatizou o quanto a participação é uma oportunidade para fazer novos negócios.

"Há 17 anos eu tive minha empresa incubada na Biominas. Na época, tivemos a chance de contar com know how e, pouco tempo depois, minha empresa foi adquirida pelo Grupo Pardini e hoje eu estou aqui, representando o grupo", destacou.

Reconhecimento
Em pouco mais de um ano de existência, o BioStartup Lab foi eleito, pelo Prêmio Anprotec, a melhor iniciativa de promoção da cultura do empreendedorismo inovador do Brasil.

O Governo de Minas Gerais também reconhece a Biominas como uma das entidades mais importantes do país. "O governo apoia a Biominas desde 97. O ambiente que vocês estão entrando é um dos melhores do país", enfatiza Roberto Rosenbaum, superintendente de Inovação Tecnológica da Sedectes.

O BioStartupLab é uma iniciativa da Biominas Brasil e do Sebrae Minas em parceria estratégica com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

Clique aqui e garanta já sua inscrição.

#Biostartuplab#programa#saúde#biominas#aceleração#investimento#healthFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.