Notícias

< voltar
15/Mai/2017 - 15:25 - Atualizado em 15/Mai/2017 - 19:37

Pesquisa da UFLA pode resolver problemas com ferrugem em lavouras de café

Baixa susceptibilidade à ferrugem e produtividade comum marcam projeto


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: Agência Minas/Divulgação

Está sendo testada uma variedade de café que foi desenvolvida pela Universidade Federal de Lavras (Ufla) e pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) com a intenção de reduzir pragas em lavouras de café, como a ferrugem, por exemplo.

Por ser considerada a pior e mais incidente praga nas plantações de café, a ferrugem pode destruir uma a cada quatro colheitas. E essa novidade vem em boa hora, pois, segundo o boletim de aviso fitossanitário divulgado pela Fundação Procafé os índices médios de ferrugem no Sul de Minas aumentaram de 34,5% para 40,8%.

Segundo reportagem do G1, as sementes dessa nova variedade estão disponíveis nos campos experimentais da Epamig de Três Pontas (MG) e Machado (MG). Segundo o coordenador do INCT-Café, variedades como essa podem trazer maior segurança e economia para o produtor. Ainda segundo a publicação, a variedade é ideal para pequenos produtores, já que com ela não é necessário o trabalho de controle, que se não for feito no tempo adequado, pode não surtir efeito.

#pesquisa#ciência#ufla#café#epamigFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.