Notícias

< voltar
21/Mar/2018 - 07:00 - Atualizado em 20/Mar/2018 - 15:14

Pesquisadores criam software que substitui testes em animais

Programa apresentou resultado superior ao teste realizado com coelhos


Por Redação Belo Horizonte

A utilização de animais como cobaias para testes medicinais gera muita polêmica, uma vez que, para garantir a qualidade de medicamentos humanos, a vida de milhares deles, principalmente roedores, precisa ser sacrificada. Mas esse problema está cada vez mais perto de ser resolvido.

Pesquisadores da Universidade de Oxford conseguiram desenvolver um software capaz de substituir testes realizados em animais. O programa conseguiu simular, com 89% de precisão, a forma como 62 drogas afetam células cardíacas humanas, prevendo o risco clínico dos medicamentos.

Para se ter uma ideia, a precisão do mesmo teste quando realizado em animais é de 75%. A solução tecnológica não é nova, no entanto, é a primeira vez que um resultado chega tão próximo do ideal.

Utilizando informações humanas para a realização do teste, o software se baseia em dados da população em geral e não apenas em um único modelo. O Virtual Assay, como foi batizado, já está sendo usado por empresas farmacêuticas.

Em março, a pesquisa recebeu o principal prêmio da National Centre for the 3Rs, organização do Reino Unido que visa substituir, refinar e reduzir o uso de animais em pesquisas e testes.

Leia também: Pesquisa da UFMG utiliza biotecnologia para poupar animais de laboratório

#pesquisa#tecnologia#saúde#animais#oxfordFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.