Notícias

< voltar
22/Mar/2017 - 10:45 - Atualizado em 22/Mar/2017 - 11:18

Prêmio Para Mulheres na Ciência está com inscrições abertas

Interessadas têm até 8 de abril para se inscrever para a 12ª edição


Por Redação Belo Horizonte
Vencedoras da edição 2016 reunidas no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro
Crédito: Divulgação


Buscando reconhecer cientistas mulheres e fortalecer a participação delas no ambiente acadêmico, a L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência premia pesquisadoras de diversas áreas de atuação, como química, astronomia, saúde, matemática, entre outros.

Além de terem seus trabalhos expostos, as participantes concorrem a uma bolsa de R$ 50 mil e podem inscrever seus trabalhos para análise em uma dessas quatro categorias:

- Ciências Físicas

- Ciências da Vida (Biomédicas, Biológicas e da Saúde)

- Ciências Matemáticas

- Ciências Químicas

Realizado no Brasil desde 2006, o prêmio já reconheceu e incentivou 75 cientistas brasileiras premiando a relevância dos seus trabalhos, com a distribuição de aproximadamente R$ 3.5 milhões em bolsas-auxílio.

Em 2016, o prêmio recebeu cerca de 400 pesquisas de todo o país. As vencedoras de 2017 serão conhecidas em julho e a cerimônia de premiação será realizada em outubro, no Rio de Janeiro.

Quem pode participar?

A candidata deve ter concluído o doutorado a partir de 2010, ter residência estável no Brasil e desenvolver projetos de pesquisa em instituições nacionais. Mais detalhes sobre o regulamento podem ser acessados aqui

Para mulheres

Apenas 30% dos profissionais de ciência são mulheres

No ano de 2016, pela primeira vez, a NASA teve uma turma de astronautas com a mesma quantidade de homens e mulheres

Apenas 3% dos prêmios Nobel Científicos foram dados a mulheres, dentre os quais, 80% foram em medicina

As equipes científicas que respeitam a paridade são 34% mais citadas pelos seus pares (fonte: universidade de Montreal)

A média de participação das mulheres nas pesquisas na América Latina e Caribe é 44%

No geral hoje, uma menina da graduação no ensino médio tem, em média, 35% de probabilidade de se matricular em um bacharel científico, 18% de chance de se formar, 8% de fazer um mestrado e 2 % de ser uma doutora em ciência. Para os homens, essas probabilidades são, respectivamente: 77%, 37%, 19% e 6% (Fonte: BCG 2013).

#ciência#mulheres#premiação#cientistasFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.