Notícias

< voltar
14/Dez/2017 - 10:00 - Atualizado em 14/Dez/2017 - 10:56

Primeiro centro de apoio à inovação do Facebook no mundo é inaugurado no Brasil

Estação Hack terá um espaço para acelerar startups e cursos gratuitos de programação e empreendedorismo para jovens


Por Redação Belo Horizonte

Anualmente, 7.400 bolsas serão cedidas para interessados em capacitação digital
Crédito: Divulgação/Facebook

O Facebook inaugurou na última segunda-feira, dia 11 de dezembro, em São Paulo a Estação Hack, um centro de apoio à inovação com bolsas para cursos de programação, desenvolvimento de aplicativos e empreendedorismo digital.

Esse é o primeiro empreendimento do tipo feito pela rede social no mundo todo, além de representar o maior investimento já realizado pelo Facebook na América Latina. O espaço colaborativo ocupa uma área exclusiva dentro do WeWork, espaço de coworking localizado na Avenida Paulista.

Anunciada originalmente em agosto, a Estação Hack terá um espaço para acelerar startups, além de iniciativas como cursos gratuitos de programação para jovens e workshops sobre empreendedorismo e planejamento de carreira.

Já para a primeira etapa de aceleração de startups, foram selecionadas 10 empresas de impacto social, a partir de mais de 760 inscritas. A intenção é apoiar iniciativas que unam tecnologia e uso de dados para o desenvolvimento de comunidades. As startups são divididas em cinco áreas: empregabilidade, serviços financeiros, educação, microempreendedorismo e engajamento cívico.

Um dos objetivos do programa é capacitar em programação jovens de baixa renda, e fornecer recursos para os pequenos e médios empresários crescerem usando a economia digital a seu favor. Anualmente, 7.400 bolsas serão cedidas para quem queira capacitar-se digitalmente e aumentar sua empregabilidade, sendo que 4.400 bolsas serão para jovens e 3.000 para micro e pequenos empreendedores.

#empreendedorismo#capacitação#inovação#facebook#startupFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.