Notícias

< voltar
29/Set/2017 - 16:09 - Atualizado em 30/Set/2017 - 08:03

Qualifica, a Netflix dos cursos, disponibiliza mais de 600 aulas a R$ 3,99 por semana

App funciona como complemento de aprendizagem para quem deseja se especializar em diversas áreas a partir de R$ 3,99 por semana


Por Paula Isis/SIMI
O CEO da startup mineira mLearn, Ricardo Drummond
Crédito: Divulgação/mLearn

A modalidade de ensino mobile learning tem crescido no Brasil e já é uma alternativa de capacitação para quem deseja estudar, mas não tem como frequentar presencialmente uma instituição, seja por falta de tempo ou condições financeiras. Com conteúdo de qualidade e, principalmente, baixo custo, a modalidade tem sido a opção de muitos brasileiros.

Com foco nesse mercado e com atuação há 4 anos no ensino à distância, a startup mineira mLearn lançou em outubro de 2016 o app Qualifica Cursos que, segundo o CEO, Ricardo Drummond, acompanhou a mudança de comportamento do usuário que tem migrado do computador para o mobile. “A tecnologia permite que os usuários adquiram conhecimento a qualquer hora e em qualquer lugar. Ele pode baixar os conteúdos e estudar dentro do ônibus, por exemplo, otimizando seu tempo”.

“Ah, mas qual é o custo disso?”, você deve estar se perguntando. Com uma assinatura semanal de R$ 3,99, o usuário tem à sua disposição mais de 600 aulas distribuídas em 50 cursos, como inglês, empreendedorismo, controle seu dinheiro, colocação no mercado etc. “Até o fim do ano vamos lançar o curso de espanhol”, adianta o CEO.

Para se cadastrar, o usuário nem precisa ter um cartão de crédito. “O aplicativo cobra por meio de tarifação pelas contas das operadoras de telefonia móvel (Claro,Oi e Vivo). Drummond ressalta que usuário pré-pagos também podem utilizar o app. “A tarifação é feita através dos crédito. Inclusive, a maior parte dos nossos usuários são clientes pré-pagos”, destaca Drummond.

Ainda segundo o CEO, o app tem diversas funcionalidades: cursos, provas, certificados, exercícios, socialização, notícias, entre outras. “O aluno não precisa estar online para acessar os conteúdos. Basta fazer download das lições e estudar”, ressalta.

Com menos de um ano de mercado, o app já tem mais de 200 mil usuários cadastrados. Indagado sobre este crescimento rápido, o CEO acredita que devido ao momento de crise que estamos vivendo, as pessoas têm buscado se qualificar mais e o app permite isso com preços baixos, evitando gastos adicionais, como transporte, alimentação e material didático, que são incluídos na modalidade de cursos presenciais.

Quer saber mais sobre o Qualifica? Clique aqui


Sobre a mLearn

Criada em 2013, a mLearn é uma startup focada em aprendizagem móvel, que possibilita a instituições educacionais e empresas a entrega de programas educacionais via smartphones, usando gamification e ferramentas de aprendizagem social. Em 2014, a empresa teve seu plano de negócios destacado pelo programa de Inovação e Empreendedorismo da Universidade de Standford, na Califórnia. A startup já capacitou mais de quatro milhões de pessoas com cursos rápidos nas quatro operadoras do país, e conta com um sistema de distribuição de cursos prontos direcionados para áreas diversas.

 

#educação#capacitação#cursos#EaD#mLearn#appqualifica#qualificaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.