Notícias

< voltar
05/Mar/2018 - 13:14 - Atualizado em 05/Mar/2018 - 16:52

Setor de turismo utilizará tecnologia de Beacons em MG

Tecnologia será instalada nos atrativos; informações chegaram aos usuários no momento da visita por meio de um app


Por Redação
Museu de Arte da Pampullha
Crédito:PBH

A Fecitur-MG (Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais) apresentou, na semana passada, um plano de ações para o setor de turismo para 2018. Uma das ações é a divulgação de atrativos turísticos no Portal Minas Gerais. Em sua primeira fase, serão distribuídos gratuitamente 100 equipamentos de transmissão via bluetooth (Beacons), que serão instalados em atrativos de BH que recebem grande número de visitantes. Cada atrativo terá sua mensagem programada, que será enviada ao visitante por meio de aplicativo.

A Fecitur-MG, junto à startup Hi Position, fará a qualificação dos circuitos que, por sua vez, qualificarão os atrativos e serão responsáveis, ainda, pelo acompanhamento e monitoramento do funcionamento e a sensibilização para os usuários. Para isso, eles exigem que os selecionados não deixem os equipamentos expostos ao tempo.

Segundo a instituição, a tecnologia funciona de maneira simples: o empreendimento - que neste caso são os atrativos - abastecem o equipamento com informações, como história do lugar, programação, promoções, etc. e toda vez que o usuário do aplicativo da Hi Position se aproximar, vai receber informações sobre o empreendimento.

“O objetivo  é oferecer uma ‘degustação’ aos circuitos, mostrando a tecnologia como uma ferramenta de planejamento estratégico para empresários e poder público, já que ela captura informações e movimentação dos turistas”, destaca o CEO da Hi Position, Armando Júnior. Ainda de acordo com ele, com o aplicativo a empresa vai “seguir” o visitante e, a partir disso, traçar melhores estratégias, criando produtos e serviços. “A partir dessa parceria, vamos disponibilizar dentro da plataforma da Hi Position uma página exclusiva para cada circuito. Empreendedores que quiserem comprar o equipamento poderão fazê-lo por meio dessas páginas. Dessa forma, conseguirão descontos e o circuito também será remunerado”, explica Armando Júnior.

De acordo com a empresa, cada aparelho custa R$ 729. A compra realizada pelos circuitos pode ter um desconto de até 50% no valor. Segundo o presidente da Fecitur-MG, Marco André Oliveira Martins Malaquias, a iniciativa, que ao final terá distribuído dois mil beacons - uma espécie de GPS indoor que consegue localizar, com precisão incrível, por qual gôndola um cliente caminha dentro de uma loja de departamentos, por exemplo, ajudará a resolver um problema recorrente em cidade pequenas: a falta de sinalização turística.

André acredita que com os beacons o turista terá uma verdadeira imersão de conteúdo. "Ele não vai mais deixar de visitar um atrativo, comprar uma lembrança, um produto, por falta de informação. Isso é primordial para a sobrevivência da cadeia produtiva do turismo”, afirma.

#inovação#tecnologia#minasgerais#turismo#bancos#beacons#turismotecnológico#turismomineiroFavoritar

Fonte: Diário do Comércio

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.