Notícias

< voltar
13/Nov/2017 - 08:00 - Atualizado em 10/Nov/2017 - 12:22

Startup brasileira é finalista de prêmio internacional de saneamento

Sistema desenvolvido pela Stattus4 monitora redes de abastecimentos e detecta vazamentos


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: Pixabay

A startup brasileira Stattus4 é finalista do Prêmio BID-FEMSA 2017, que será realizado nos dias 13 e 14 de novembro, em Buenos Aires, na Argentina. A premiação vai reconhecer a solução mais inovadora da América Latina e Caribe nas áreas de águas, saneamento e resíduos sólidos.

Os brasileiros concorrem com projetos de outras startups do Peru, Chile, Colômbia e México. A Stattus4 desenvolveu um sistema que monitora a rede de abastecimento em tempo real, que tem como objetivo aumentar as chances de detectar vazamentos de água na rede pública.

Os finalistas vão ter dois minutos para apresentar seus projetos a uma banca de profissionais. O primeiro lugar receberá um prêmio no valor de US$ 15 mil, enquanto o segundo US$ 10 mil e o terceiro US$ 5 mil.

Tecnologia

O “Fluid: Sistema de Detecção Automática de Vazamento em Ramais”, nome que ganhou o sistema, conta com sensores que mapeiam vazamentos e enviam dados para um software. Isso permite que os técnicos não percam tempo procurando as falhas e se direcionem diretamente para correção do problema.

Os sensores são conectados nos cavaletes das casas e, a partir da vibração dos encanamentos, detectam os sons e indicam a probabilidade de haver vazamento. O sistema usa inteligência artificial para automatizar a análise dos dados. Dessa forma, a rede de abastecimento é monitorada em tempo real.

Eficiência

Em Santa Bárbara D’Oeste, o sistema da Stattus4 foi utilizado após o Departamento de Água e Esgoto (DAAE) registrar 41% de perda de água. Dois vazamentos foram detectados e após o conserto de um deles a perda caiu para 18%. Votorantim, também em São Paulo, e Itabirito, em Minas Gerais, já utilizam o serviço da startup.

#tecnologia#sustentabilidade#startup#prêmio#negócios#saneamentoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.