Notícias

< voltar
09/Jun/2016 - 11:38

Startup cria rede de vantagens exclusivas para casamentos

Com oito meses de mercado, Vestidas de Branco já movimentou mais de R$ 400 mil


Por Redação

 Maíse Góis, diretora comercial da startup

Planejar um casamento é uma das tarefas mais difíceis na vida do casal. Pensar em cada detalhe costuma deixar os noivos muito ansiosos com o grande dia. Pensando em otimizar todo o processo logístico que envolve a cerimônia, a startup Vestidas de Branco surgiu para revolucionar a forma como são realizadas as negociações entre noivas e fornecedores.

Por meio de parcerias com empresas de renome com vasta experiência no mercado de eventos, a rede conseguiu criar um clube de vantagens exclusivo para casamentos. Nele, a noiva tem acesso a premiações e atendimento exclusivo, além de descontos que variam de R$3 mil a R$20 mil, de acordo com os serviços e produtos adquiridos.

Além de possui uma lista de benefícios é possível fazer parte do clube de fidelidade e acumular pontos. Cada ponto é revertido em prêmios, que variam de um chá de lingerie até um arranjo de cabelo ou o traje do noivo.

Atualmente, de acordo com a diretora comercial da startup, Maíse Góis, a rede conta com mais de duas mil noivas cadastradas e 52 fornecedores.

Para ingressar na rede, a noiva tem que contratar algum serviço dos fornecedores cadastrados ou, ainda, ser indicada por outra noiva. Para fazer parte do catálogo de fornecedores, as empresas são avaliadas em diversos aspectos, como situação na justiça, qualidade do serviço e avaliação no mercado.

Mercado bilionário
A Vestidas de Branco está inserida em um mercado que movimenta bilhões de reais por ano no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta). Só em 2014, segundo o último levantamento de instituição, as empresas do segmento faturaram R$16,8 bilhões. Além disso, Ricardo Dias, presidente da Abrafesta, afirma que o número de casamentos registrados em cartório já ultrapassou a marca de um milhão por ano e a expectativa é que esse número aumente em 2016.

Recentemente, startup acabou de investir R$ 50 mil no lançamento do aplicativo. Nos primeiros oito meses de atividade, a rede já movimentou R$ 400 mil e espera negociar R$1 milhão até o fim deste ano.

*Com informações do Diário do Comércio

Foto: Lec Comunicação

 Favoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.