Notícias

< voltar
07/Jun/2017 - 09:14 - Atualizado em 08/Jun/2017 - 10:38

Startup de alunos do ensino médio se especializa em setor esportivo

Startup The Life Project, iniciada no Colégio ICJ, já comercializa sistema para competições de tae-kown-do e agora mira as quadras de vôlei


Por Redação Belo Horizonte
Alunos desenvolveram a tecnologia a partir das aulas de robótica
Crédito: Divulgação

A startup The Life Project - Soluções Tecnológicas, fundada por alunos do ensino médio do Colégio ICJ, de Belo Horizonte, está se especializando no setor esportivo. Depois de desenvolver uma tecnologia para competições de tae-kwon-do, a equipe começa a trabalhar nas quadras de vôlei.

O primeiro projeto consiste em um tripé de câmera que, por meio de bluetooth, pode ser acionado remotamente, girando a lente para diferentes ângulos. Essa construção permite uma captação melhor e mais precisa da imagem, facilitando o uso do replay pelos árbitros durante as competições de tae-kwon-do.

“Neste ano, já conseguimos confirmar o uso do sistema de vídeo replay, utilizado em competições de tae-kwon-do, em cinco competições das entidades federativas”, conta Jade Rezende, estudante do 3° ano e uma das fundadoras.

A startup trabalha agora com o desafio de criar um sistema para identificar, com precisão, se a bola de vôlei passou pela linha central da quadra. O grupo quer facilitar o trabalho da arbitragem para auxiliar em casos de invasão de rede no esporte. Os estudantes estão otimistas. “É sempre um incentivo a mais para continuarmos empreendendo”, avalia Jade.

Incentivo ao empreendedorismo

A startup surgiu durante as aulas de robótica na escola, que incentiva os estudantes cedendo espaço para as atividades, materiais e um monitor para auxiliar em questões técnicas. A diretora pedagógica do colégio, Aparecida Nicolai Curto, aponta que o objetivo é preparar os alunos para o mercado de trabalho.

“Estimulamos o desenvolvimento de habilidades e competências durante as aulas de Educação Financeira e Robótica, repassando noções de empreendedorismo. Os projetos propostos pelo colégio estimulam a capacidade de organização com implementação e planejamento estratégico, entre outras situações”, afirma.

#empreendedorismo#inovação#startup#robóticaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.