Notícias

< voltar
19/Jul/2016 - 23:03

Startup mineira movimenta mais de R$ 227 milhões no e-commerce

No 1º semestre, o número de compras realizadas pelo Méliuz aumentou 250% em relação a 2015


Por Redação

De janeiro a junho, o Méliuz, startup que devolve em dinheiro parte do valor gasto em compras (cashback), retornou aos seus clientes R$ 4.059.553,90. A empresa fechou o primeiro semestre de 2016 com aumento de 250% no volume de vendas feitas através do seu site.

Segundo números divulgados pela própria empresa, mais de 600 mil compras (2,2 compras por minuto), movimentaram R$ 227 milhões. Este valor representa 1,1% da média semestral de vendas realizadas no e-commerce, em 2015 - R$ 41,3 bilhões, de acordo com o último relatório da WebShoppers - E-bit.

Diante do baixo aumento no volume de vendas do varejo nacional - 0,5% (PMC Junho 2016 - IBGE), o comércio eletrônico se destaca como preferência do consumidor. A previsão é que, até o fim do ano, o e-commerce, no Brasil, tenha um acréscimo nominal de 8% em relação a 2015, segundo o mesmo relatório.

Ofli Guimarães, fundador do Méliuz, acredita que durante a crise é natural que as pessoas busquem alternativas para gastar menos. “A internet acaba sendo a solução, pois permite ao consumidor pesquisar preços e, quase sempre, oferece melhores condições. Neste contexto, o Méliuz se torna uma forma de ganhar dinheiro e não só uma maneira de economizar”, explica.

Seu dinheiro de volta na conta bancária
Para ter o direito aos cupons de desconto e ao cashback, o consumidor precisa se cadastrar (gratuitamente) na plataforma. Depois, é só buscar a loja que deseja e realizar a compra normalmente. Após a conclusão, o estabelecimento avisa o Méliuz sobre os detalhes da transação e o valor a ser recebido pelo cliente aparece em seu extrato como pendente. Quando a startup recebe a comissão, parte deste valor é repassado ao usuário. Para fazer o resgate e receber o dinheiro na conta corrente, é preciso completar R$ 20 na conta do Méliuz e o usuário não paga nada pela transação.

Para garantir o dinheiro de volta, o consumidor tem sempre que entrar na loja através do site do Méliuz. Isto não altera o preço dos produtos anunciados, mas permite que o parceiro saiba que aquela compra foi feita a partir do portal.

 Favoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.