Notícias

< voltar
13/Abr/2017 - 07:00 - Atualizado em 12/Abr/2017 - 16:43

Startup mineira ajuda você a dividir assinaturas de Netflix e Spotify

Plataforma online cadastra usuários que querem dividir contas de serviços com amigos ou desconhecidos


Por Redação Belo Horizonte

Se a crise apertou e a grana está curta, a primeira opção de muitos é cortar gastos ‘supérfluos’. Quem não tem condições de assinar Netflix ou Spotify, por exemplo, e até mesmo quem já é assinante, mas precisa gastar menos, uma boa opção pode ser o serviço oferecido pela startup mineira Kotas.

Criado pelos analistas de sistemas Frederico Faleiro e Filipe Prado, o Kotas é uma plataforma online que cria grupos para dividir a assinatura de serviços. O funcionamento é simples: você escolhe um grupo do serviço desejado ou cria o seu próprio como administrador e responsável pela assinatura.

Quando o grupo atingir a quantidade de pessoas necessárias para dividir a conta (que podem ser de quatro ou seis membros), o site envia uma mensagem para o administrador autorizando a assinatura.

A plataforma faz uma cobrança antecipada dos membros e repassa o valor para o administrador um mês depois de todos os usuários terem acesso ao serviço. No mês seguinte, outra cobrança é efetuada quando se aproximar a data de pagamento da fatura.

Os membros devem pagar duas cotas no primeiro mês, para que haja uma mensalidade de crédito, caso algum usuário deixe de pagar. “O dinheiro extra pago é sempre do usuário. Ele pode pegar de volta caso desista da assinatura”, explicou Faleiro, em entrevista ao portal Exame.

Diferente do método de pagamento direto com esses serviços, no Kotas o usuário consegue pagar sua fatia por boletos bancários, créditos do Mercado Pago ou via Paypal. Outra possibilidade é criar um grupo privado para que apenas amigos participem.

Além de Netflix e Sportify, é possível dividir serviços como Hulu, GloboPlay, Kindle, Creative Cloud, entre outros. 

#inovação#negóciosFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.