Notícias

< voltar
08/Mar/2017 - 10:45 - Atualizado em 08/Mar/2017 - 11:25

Startups iniciam pré-aceleração no Biostartup Lab

Projetos de Ciências da Vida serão desenvolvidos em 10 semanas de programação intensa


Por Renato Carvalho/SIMI Belo Horizonte
Realizadores e parceiros do programa dão as boas-vindas às startups
Crédito: Renato Carvalho/SIMI

As 21 startups selecionadas para a terceira rodada do BioStartup Lab, programa de pré-aceleração promovido pela Biominas Brasil,  deram o pontapé inicial na jornada que terá duração de 10 semanas.

As equipes foram recebidas no espaço de coworking, na sede da Biominas, e puderam ouvir algumas explicações sobre o programa, dos parceiros e também participaram de uma dinâmica e happy hour.

A coordenadora do programa, Liliane Carvalho, afirma que a expectativa é de que as equipes tenham uma boa evolução durante as semanas. Para ela, o maior desafio é mudar o mindset dos pesquisadores participantes. “Grande parte deles está acostumada com um perfil acadêmico e aqui eles terão mais contato com um perfil empreendedor. Mas só de terem se inscrito, já mostra que estão dispostos a receber essa capacitação”, destacou.

Participante da segunda edição do Biostartup Lab, o professor da UFMG Rodolfo Giunchetti é fundador da startup Vet Solutions. Ele revelou que a grande contribuição do programa para o desenvolvimento de sua ideia foi ter uma formação para fazer um bom plano de negócios e tornar a ideia competitiva. Além disso, Giunchetti acredita que aprender a elaborar um pitch foi primordial para o sucesso de sua ideia.

“Meu conselho para as startups que estão começando agora é que frequentem todos os dias que houver atividade. Faz diferença perder algum dia e o aprendizado é muito intenso. Depende mais de quem está participando em correr atrás, ser proativo, para ter suas expectativas atendidas”, sugeriu.

Parceiros

Durante a abertura, além do presidente da Biominas Brasil, Eduardo Emrich, representantes dos parceiros do programa deram as boas-vindas aos futuros empreendedores.

Representando a Sedectes, o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Dias, destacou a visão do estado de Minas Gerais em buscar desenvolvimento a partir da inovação e tecnologia. “Saibam que estar em Minas Gerais é estratégico para o negócio de vocês”, disse o representante do Estado.

Além do Governo de Minas Gerais, parceiro estratégico do programa, estiveram presentes representantes do Sebrae Minas, correalizador do projeto, da Unimed-BH e do Hermes Pardini, e empresas âncoras na pré-aceleração.

#empreendedorismo#startups#biotecnologia#aceleraçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.