Notícias

< voltar
06/Dez/2016 - 13:06 - Atualizado em 06/Dez/2016 - 15:33

Terceira edição do BioStartup Lab conta com parceria do Governo de Minas

Programa quer transformar Minas Gerais no principal cluster de biotecnologia do Brasil


Por Redação Belo Horizonte

O BioStartup Lab quer transformar Minas Gerais no principal cluster de biotecnologia brasileiro. Para isso, a Biominas Brasil e o Sebrae encontraram no Governo de Minas por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES) um parceiro estratégico para a execução do BioStartup Lab, único programa no país especializado e totalmente focado em acelerar o surgimento e o desenvolvimento de empresas de base tecnológica do setor de ciências da vida.

Até hoje, o programa realizou duas edições que receberam mais de 900 inscrições de empreendedores, vindas de oito países, selecionando equipes de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Bahia, que criaram 42 novas startups e estão entrando no mercado nas áreas de saúde humana, digital health, agronegócio e meio ambiente, com produtos construídos a partir de biotecnologia, hardwares, internet das coisas e nanotecnologia.

Incentivos do Governo

Por meio dessa parceria, o BioStartup Lab passa a ser, ao lado do SEED, um dos programas de referência para a aceleração de startups apoiados pela SEDECTES. Os recursos aportados pela Secretaria fortalecem a continuidade do programa criado pela Biominas Brasil e Sebrae Minas, que tem revelado startups que geram forte impacto na vida das pessoas.

“Esse tipo de parceria é muito importante para o estado, pois somamos forças em nosso objetivo de transformar Minas Gerais no melhor lugar para inovar, apostando em economia criativa, tecnologia e empreendedorismo como motores do nosso crescimento”, explica o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa. Já o subsecretário da SEDECTES, Leonardo Dias, ressalta a importância de se apostar nos jovens empreendedores mineiros com novas ideias e soluções: “A revolução tecnológica já é realidade em todo o mundo e o Brasil caminha junto nessa trajetória, com Minas e BH como pioneiros dessas mudanças, pois os pilares para esse ambiente são os talentos, que, aqui, possuímos em abundância”, afirma.

O presidente da Biominas Brasil, Eduardo Emrich, destaca que ter a SEDECTES como parceira tem um forte significado estratégico pelo papel que a Secretaria vem desempenhando na promoção ao empreendedorismo em áreas tecnológicas e um significado prático relevante, no sentido de ampliar a capacidade do Biostartup Lab de atrair pesquisadores, empreendedores e projetos do país inteiro. Já o diretor técnico do Sebrae Minas, Anderson Cabido, acredita que é o trabalho conjunto entre os parceiros que comprova que as instituições em Minas Gerais trabalham juntas e em harmonia, alavancando o potencial de novos projetos de sucesso e que temos startups não só digitais, mas também de setores estratégicos como ciências da vida.

#Biostartuplab#biominas#biotecnologia#SEDECTESFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.