Notícias

< voltar
15/Dez/2016 - 00:00 - Atualizado em 15/Dez/2016 - 15:00

Terceira rodada do Seed chega ao final com marca histórica

Seed encerra edição com saldo positivo para o setor de inovação e empreendedorismo de Minas


Por Alysson Lisboa/SIMI Belo Horizonte
Participantes da terceira rodada do Seed durante o encerramento do programa no Espaço CentoeQuatro
Alysson Lisboa/Simi

“Acredite no potencial da sua empresa. Vocês já são vencedores por estarem no Seed. Aproveite tudo o que o Seed oferece.” Esses são alguns dos conselhos deixados no mural dos sonhos pelos participantes da terceira rodada do Seed, Programa de Aceleração do Governo de Minas. Depois de seis meses de trabalho, a terceira rodada chega ao fim com números impressionantes.

Jovens de várias nacionalidades e dezenas de cidades do Brasil desembarcaram em Belo Horizonte no dia 14 de junho com o sonho de transformar suas startups em negócios duradouros. Após seis meses, o sentimento que tomou conta dos participantes foi um só: realização. Os participantes receberam incentivos financeiros de até R$ 80 mil. Além disso, foi disponibilizado para cada startups, benefícios em serviços que chegam a US$ 1 milhão. 

O objetivo do programa, que começou com 40 startups e encerrou ontem, dia 14, com 35 empresas, foi proporcionar um ambiente de aprendizagem e crescimento para as startups. Para Wilson Campanholi, diretor de negócios da Cotexo, o programa de aceleração proporcionou uma potente troca de experiências. “O network entre os participantes é algo impagável e esse é um dos maiores ativos do Seed”, completou o empresário, que trocou Campinas, interior de São Paulo, para viver esse tempo em Minas Gerais.

O Seed se transformou em um grande espaço para discussão de temas ligados ao empreendedorismo e inovação. Foram mais de 20 mil pessoas impactadas com o programa. Estudantes da UNA, Newton Paiva, PUC Minas e tantas outras instituições de ensino vieram conhecer o espaço e participar de palestras. Diretores de grandes empresas como Fiat, Algar, Microsoft, Amazon, além da Fiemg, CDL e Sebrae puderam conhecer de perto os empreendedores e seus projetos.

Comunidades, atraídas pelo sucesso do San Pedro Valley, se multiplicaram no Estado e transformaram o Seed em ponto de encontro e troca de experiências, como é o caso de Santa Helena Valley, de Sete Lagoas, Zebu Valley de Uberaba, Santa Rita do Sapucaí e várias outras regiões. Para o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedectes, Leonardo Dias, a terceira rodada do Seed alcançou seu objetivo. “O nível de engajamento e envolvimento da sociedade é um modelo a ser seguido.”

Foram mais de 60 eventos nesses 180 dias. Grupos de visitantes e interessados puderam ouvir e interagir com participantes de peso internacional, como Neil Patel, um dos maiores especialistas em marketing digital do mundo e Yan Di, gerente regional da Baidu Brasil. Vários nomes do empreendedorismo local, como Rodrigo Cartacho, da Sympla, e João Pedro Resende, da Hotmart, dividiram suas experiências. Empreendedores que já passaram pelo Seed também vieram dar sua contribuição e contar um pouco de suas histórias, como Paulo Tenório, da Trakto, Luiz Gomes, da Lotebox, e Matt Montenegro, do Barba Ruiva.

PREMIAÇÃO

Ao final do programa, foram premiadas as startups mais participativas e engajadas com o programa, além de uma menção honrosa ao empreendedor que se destacou e integrou as equipes.

1º lugar: Beer or Coffee

Clique aqui e conheça mais sobre a startup.

Crédito: Alysson Lisboa/Simi

2º lugar: Even3 

Clique aqui e conheça mais sobre a startup.

Crédito: Alysson Lisboa/Simi

3º lugar: Risü

Clique aqui e conheça mais sobre a startup.

Crédito: Alysson Lisboa/Simi


O empreendedor Wilson Campanholi recebeu a menção honrosa e entregou um documento, escrito colaborativamente, em que as startups apontam os pontos fortes e os pontos que podem ser melhorados para a nova versão do programa.

Wilson Campanholi recebeu menção honrosa pelo comprometimento e integração no Seed
Foto: Alysson Lisboa/Simi

Prepare-se para a nova rodada do Seed

Existe algo unânime entre os participantes. Se você quer participar de um programa como o Seed, espere muito trabalho. O programa prevê metas de aceleração e a participação das empresas durante todo o período. As startups recebem mentorias e sempre são avaliadas quanto ao grau de maturidade.

Outra dica deixada pelos participantes: esteja preparado para a troca de conhecimento com outros empreendedores e saiba que a colaboração é o maior ativo. “Se você não vier para colaborar, nem venha. Não espere que as coisas caiam do céu”, completou Wilson Campanholi.

A quarta rodada do Seed vai acontecer em 2017 e o edital sairá em breve. Acompanhe o Simi e fique por dentro de tudo que vai rolar na nova versão do programa.

#seed#aceleração#SEDECTES#MinasDigitalFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.