Notícias

< voltar
08/Set/2016 - 00:00

Você precisa de um aplicativo para conseguir ler um livro?

Falta de tempo para ler ou dispersão pelo uso excessivo de aparelhos móveis? Startups querem ajudar a resolver esse problema


Por Alysson Lisboa/Simi Belo Horizonte
O site 12 minutos fez o resumo de centenas de livros para quem não tem tempo de ler uma publicação completa

Ler um livro é uma das atividades humanas que independe de tecnologia para ser executada. Basta abrir as páginas e consumi-las. Porém, até aqui a tecnologia vem para nos auxiliar. Com a chegada dos leitores digitais de e-books, como Kindle ou Kobo, carregar uma biblioteca dentro da bolsa agora é simples e possível. Você pode comprar publicações em dezenas de lojas espalhadas ao redor do mundo e recebê-las na hora.

Mas quando o problema é falta de tempo para ler os livros? A solução pode vir da startup 12 minutos. A empresa lançou recentemente um aplicativo que, por meio de uma assinatura mensal, pode dar ao leitor o resumo de dezenas de livros divididos por temas. Chamado de microbook, o produto é voltado para estudantes e profissionais que não têm tempo para ler um livro completo. A própria 12min faz a curadoria, discutindo conceitos e ideias centrais das publicações. Basta 12 minutos do seu dia para consumir o conteúdo.

Ler é viver uma experiência
A professora Ana Elisa Ribeiro, doutora em Linguística Aplicada e Escritora, não vê problema em alguém resumir um texto para que outros leiam, no entanto, esse trabalho exclui partes da publicação a partir de critérios subjetivos daquele que faz a curadoria. “Quando você resume o que considera mais relevante ou importante, estará, também, excluindo as outras partes que podem ser interessantes para aquele que consome.” Ainda segundo Ana Elisa, é mais fácil encontrar e destacar pontos centrais nos livros técnicos pela própria natureza desse tipo de livro. Mas em um livro literário a coisa é um pouco diferente.

Conhecer o estilo de escrita de Clarisse Lispector, por exemplo, exige do leitor uma dedicação completa ao seu texto. “A linguagem da autora é tão importante quanto o que ela escreve”, ressalta Ana Elisa. “Resumir um livro de Machado de Assis é possível, mas entregar a experiencia do que ele escreve, não”, conclui a professora.

Ana Elisa Ribeiro, professora do Cefet-MG: “Resumir um livro de Machado de Assis, por exemplo, é possível, mas entregar a experiencia do que ele escreve, não”
Crédito: Rafael Carvalho

Estamos lendo mais?
O aplicativo 12 minutos vai resolver nossa falta de tempo para ler? Na verdade, estamos lendo mais, porém em “porções” menores. Temos agora um aparelho que carregamos na mão, que rouba nossa atenção e foco. A leitura dedicada, off-line, longe do celular, é cada vez mais difícil.

Outro aplicativo que promete dar foco à leitura é o Minha Leitura. Ele faz a gestão do seu tempo e emite alertas caso você não consiga cumprir a meta de leitura a que se propõe. Na verdade, ler é dedicar tempo. É parar um pouco, sentar em uma boa cadeira, desligar o celular e se envolver. Não existe um modo mais fácil de aprender algo. Será que ler é um ofício que exige o uso da tecnologia? Então, que tal começar um novo livro agora e deixar o celular no modo avião?

O aplicativo Minha Leitura coloca metas e prazos para auxiliar na leitura dos livros



#minhaleitura#12minutos#aplicativo#leitura#livrodigital#ebooksFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.