Notícias

< voltar
03/Abr/2018 - 14:52 - Atualizado em 03/Abr/2018 - 18:06

Workshop discute popularização da ciência e tecnologia

Evento aconteceu nesta terça-feira e faz parte da programação do Minas Digital Summit


Por Pedro Matos/Simi
Marina Andrade, coordenadora do Pop Ciência, e Lívia Leão, diretora de Inovação Social e Ambiental
Crédito: Pedro Matos/Simi

Nesta terça-feira, 3 de abril, estudantes, empresários, professores e agentes de inovação de todo o estado participaram do Workshop de Popularização da Ciência e Tecnologia, evento realizado no Hotel Ouro Minas como parte da programação do Minas Digital Summit.

O workshop mostrou as tendências nas áreas de ciência e tecnologia e serviu para apresentar ferramentas de popularização da inovação, como feiras, eventos, projetos etc. "O objetivo é justamente debater ações e mecanismos para levar a ciência e tecnologia para a população, principalmente crianças e estudantes, para que futuramente possam buscar a carreira científica", comenta a diretora de Inovação Social e Ambiental da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), Lívia Leão.

Durante o evento, foram destacados os impactos de ações de popularização da ciência e tecnologia no desenvolvimento econômico e social do país. A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que neste ano recebeu o tema Ciência para a Redução das Desigualdades, foi destaque no workshop, assim como o Pint of Science 2018, evento que levará discussões sobre ciência e inovação para dentro de bares e restaurantes de 13 cidades do estado.

Tânia Margarida, diretora-geral da Escola de Educação Básica e Profissional da UFMG
Crédito: Pedro Matos/Simi

A professoraTânia Margarida, diretora-geral da Escola de Educação Básica e Profissional da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), conversou com os participantes sobre a SNCT e o Museu Itinerante Ponto UFMG, que leva um espaço científico-cultural e interativo para escolas de diversas cidades de todo o país.

Marina Andrade, coordenadora do Pop Ciência, falou sobre os desafios enfrentados para levar os avanços em pesquisa e ciência para o cotidiano das pessoas. “Iniciativas de popularização aproximam o cientista da população, quebrando essa distância. E a gente acaba incentivando as vocações científicas. Isso alimenta essa cadeia de inovação e empreendedorismo que a gente quer. Quanto mais pessoas se interessarem por ciência e tecnologia, melhor para o nosso país”, comenta Andrade.

Os participantes ainda tiveram a oportunidade de aprender técnicas para falar e se apresentar em público com os palestrantes Paulo Rodrigues, da Tagarela School, e Alysson Lisboa, do Sistema Mineiro de Inovação (SIMI).

Leia também: Está aberto o concurso de desenhos da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Confira galeria de fotos do Minas Digital Summit:

#inovação#ciência#eventoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.